Airbus A400M Helice contra rotativa

Espaço para conversas agradáveis entre amigos, sobre nosso modelos ou sobre a competição de automodelos que está rolando, até para aquela piada aviatória ou as fotos do seu avião full escala favorito. O papo deve estar relacionado a modelismo ou aviação.

Moderadores: Alvaro Sala, benites

Avatar do usuário
Colevati
membro
Mensagens: 92
Registrado em: 15 Nov 2007 14:33
Localização: São Bernardo SP
Contato:

Airbus A400M Helice contra rotativa

Mensagempor Colevati » 01 Out 2013 19:20

Ola Pilotos de plantão

Este é o mais novo Airbus cargueiro A400M, o unico no mundo que carrega 37 toneladas.

No entanto o que me deixou mais curioso é que ele tem hélices contra rotativas, até normais em turbo hélices, mas vejam a disposição delas, da direita para esquerda, anti horário, horário, anti e horário, não seguem uma ordem, porque será?

No meu entendimento elas são contra rotativas para balancear a força em uma só direção e aliviar a força na asa.

Agora porque elas estão dispostas sequencialmente, não poderia ser: anti horário, horário, horário, anti?

Outro questionamento, e se o piloto perde um motor, qual a reação? e ação? desligar seu par?

Abraço
Anexos
5 - image003.jpg
5 - image003.jpg (7.03 KiB) Exibido 1306 vezes
4 - image002.jpg
4 - image002.jpg (28.09 KiB) Exibido 1306 vezes
Isopor é meu Pastor, asinha não me faltará.

Oliver
Patrocinador
Patrocinador
Mensagens: 702
Registrado em: 23 Jun 2005 09:36
Localização: Rio de Janeiro

Mensagempor Oliver » 01 Out 2013 21:54

Inicialmente hélices contra-rotativas utilizam o mesmo eixo de voo, estas hélices somente giram em sentido contrário.

O que parece é que da maneira que estão dispostas elas direcionam a esteira da hélice para o espaço entre as duas naceles e para o flap daquela região aumentando a eficiência da asa.

Alem do que é melhor anular o torque dos motores por asa e não em relação ao avião inteiro, assim alivia o trabalho da estrutura da asa.

não sou engenheiro da Airbus para falar com certeza, mas na minha experiência éo que parece.

Abraço
Oliver
Asas Elétricas
www.asaseletricas.com.br

Avatar do usuário
Cleber Módulo
membro
Mensagens: 172
Registrado em: 12 Out 2011 18:43
Localização: Andradina - SP

Mensagempor Cleber Módulo » 02 Out 2013 00:21

Sens de rotation des hélices[modifier | modifier le code]


Hélices en configuration DBE
Un détail a beaucoup d'importance : le concept DBE (Down Between Engines), c'est-à-dire « pales descendantes entre les moteurs ». Sur chaque demi-aile, le sens de rotation des hélices des deux moteurs est inversé, le mouvement descendant des pales se produisant entre les moteurs environ au milieu de l'aile, de sorte que l'écoulement du souffle des pales est concentré.
Cette configuration a été principalement choisie afin de limiter la dissymétrie qui se produit en cas de panne moteur et plus particulièrement d'un moteur externe (ce qui est fréquent sur un avion militaire sur un théâtre d'opération). Mais elle a aussi de nombreuses implications : efforts moindres sur la voilure, d'où allègement possible de la structure. De plus, la taille de la dérive a pu être réduite puisque la correction en lacet peut être moindre en cas de panne moteur, ce qui réduit la traînée. Ces deux caractéristiques permettent une plus grande distance franchissable ou l'emport d'une charge utile plus lourde pour une même quantité de carburant64. Les quatre moteurs sont en réalité identiques, mais deux des moteurs sont équipés d'un engrenage inversant le sens de rotation de l'hélice.
Contrairement aux An-70 et An-22, l'A400M n'utilise pas d'hélices contrarotatives, grande spécialité des motoristes russo-ukrainiens, les avantages aérodynamiques n'ayant pas été jugés suffisants pour compenser l'augmentation de masse et de complexité, ainsi qu'un niveau de bruit beaucoup plus élevé.


Tradução via Tranlate.google.com

Sentido de rotação das hélices [edit | editar o código]


Configuração de hélices DBE
Um detalhe é de grande importância: o conceito DBE (para baixo entre os motores), que quer dizer "lâmina para baixo entre os motores." Em cada metade de asa, o sentido de rotação das hélices dos dois motores é invertido o movimento descendente ocorrem entre as lâminas sobre o motor no meio da asa, de modo que o fluxo de ar é lâminas concentradas.
Esta configuração foi escolhida em primeiro lugar, para minimizar a assimetria que ocorre em caso de falha do motor, especialmente um motor externo (o que é comum em aeronaves militares em uma sala de cirurgia). Mas também tem muitas implicações: menos esforço na asa, que pode estruturar alívio. Além disso, o tamanho da derivação foi reduzida desde a correcção de guinada pode ser reduzida no caso de falha do motor, o que reduz o atrito. Estas duas características permitem maior alcance ou transporte de uma carga mais pesada para a mesma quantidade de carburant64. Os quatro motores são, de facto, idênticas, mas os dois motores estão equipados com uma engrenagem de inversão do sentido de rotação da hélice.
Ao contrário do An-70 e An-22, o A400M não vai usar hélices contra-rotativas, grande especialidade do motor russo-ucraniana, benefícios aerodinâmicos não foram considerados suficientes para compensar o aumento de peso e complexidade e um nível muito mais elevado de ruído.

Fonte:http://fr.wikipedia.org/wiki/Airbus_A400M_Atlas.

Bons voos.

Avatar do usuário
Colevati
membro
Mensagens: 92
Registrado em: 15 Nov 2007 14:33
Localização: São Bernardo SP
Contato:

Mensagempor Colevati » 02 Out 2013 21:15

Simplesmente louco
Isopor é meu Pastor, asinha não me faltará.


Voltar para “Papo de modelista”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 8 visitantes