Iniciando : Conceitos e Projetos básicos.

Este é um espaço destinado tanto para as pessoas que gostam do vôo silencioso e tranquilo dos planadores quanto para aqueles que curtem a adrenalina do voo rápido e acrobático dos planadores de colina.

Moderador: Alvaro Sala

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 05 Abr 2007 07:49

Aí vai a ilustração.

Difícil tirar esta foto - ele não pára equilibrado por muito tempo !!

- Marcando o CG.
- Equilibrando na ponta dos dedos.
- Quando o modelo é "asa baixa" como este meu, fica bem mais prático segurar pela cabine.
Anexos
segura cg2.JPG
segura cg2.JPG (26.63 KiB) Exibido 19184 vezes
segura CG.JPG
segura CG.JPG (19.82 KiB) Exibido 19184 vezes
risca cg.JPG
risca cg.JPG (17.65 KiB) Exibido 19184 vezes
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 10 Abr 2007 06:52

ARRASTO :

Como vimos anteriormente o arrasto é a força que se opõe ao vôo, é o que prejudica a eficiência da aeronave.

O arrasto varia diretamente proporcional a alguns fatores :
- Atrito
- Área
- Comprimento longitudinal

(Obs. : Longitudinal é no sentido da fuselagem.)

Por isto a importância de ter a menor área “morta” possível (Ex. fuselagem), e a superfície mais lisa possível (mais lisa, menor o atrito, ou seja, menor o arrasto).

Duas asas com mesma área poderiam ter os desenhos como A ou B. O que muda entre elas é o seu “Alongamento”. Alongamento é a razão entre a Envergadura (W) e a Corda Média (Cm) :

L = W/Cm

É comprovado que quanto maior o alongamento, menor o arrasto, e portanto, a asa B terá mais arrasto que a asa A. Portanto quanto maior o Alongamento melhor a eficiência da asa como se pode verificar nos planadores.
Aviões têm alongamento baixo, entre 5 e 8, enquanto que planadores têm alongamento alto, entre 10 e 20.
Anexos
alongamento.JPG
alongamento.JPG (4.32 KiB) Exibido 19141 vezes
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 12 Abr 2007 08:42

Um grande fator “gerador” de arrasto é o chamado ARRASTO INDUZIDO :
Como a pressão do intradorso (em baixo) da asa é maior que no extradorso (em cima), o ar tenta passar de baixo para cima, e o único local onde isto é possível é na ponta da asa. Assim forma-se um vórtex (redemoinho) na ponta da asa que prejudica a sustentação e aumenta o arrasto.

Quanto maior a corda na ponta da asa, maior o arrasto induzido, e isto vem justificar o motivo porque quanto maior o alongamento menor o arrasto.

Tenta-se todo custo eliminar o Arrasto Induzido, e uma das melhores soluções encontradas foi o “Winglet”. Winglet é aquela pequena superfície vertical dos aviões comerciais, na ponta da asa (como um lemezinho).
Anexos
induzido.JPG
induzido.JPG (9.55 KiB) Exibido 19099 vezes
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 17 Abr 2007 07:24

Uma conseqüência indesejável do Arrasto Induzido é o “estol de ponta de asa”. Como o ar “escapa” pela ponta esta região entra em estol antes do resto da asa.
Para evitar isto é que se faz o “washout” = diminui-se o ângulo de ataque na ponta da asa, com uma torção na asa, como no desenho :

Esta torção é que evita aquele tipo de estol em curvas a baixa velocidade : A ponta da asa de dentro da curva está a uma velocidade mais baixa que o resto da asa, e numa situação crítica (de baixa velocidade) pode entrar em estol, fazendo o modelo entrar num parafuso para o mesmo lado da curva. Isto acontece nas aproximações para pouso, queremos baixa velocidade, e então fazemos uma curva, e – já era !!!!

Não é muito fácil fazer o tal washout no aeromodelismo – pode ser considerado um “preciosismo” por muitos. É certo que voa-se muito bem sem o washout, mas quando se trata de competições, onde cada milímetro faz diferença, então melhor se preocupar com ele.
Anexos
washout.JPG
washout.JPG (7.04 KiB) Exibido 19071 vezes
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 23 Abr 2007 12:00

- QUANTOS CANAIS EU REALMENTE PRECISO ?

Acabei me empolgando com as teorias de vôo (é apaixonante), mas voltemos ao caso do PRINCIPIANTE :

A gente costuma dizer que para se começar no planadorismo só precisamos de 2 canais.
Mas como todo bom Mineiro, sempre recomendamos que : Se tiver grana, compre um rádio com mais canais, pois é um investimento "prá toda a vida". É mesmo. Rádio a gente compra poucos na vida (os normais, claro). Felizmente o rádio é uma peça que raramente falha, quebra, ou sofre qualquer dano. No máximo a antena dele (todo mundo já entortou uma antena daquelas) precisa de substituição.

No planadorismo PURO (sem motor) bastam 2 canais para ser feliz.
- Os planadores termais utilizam leme/profundor;
- Planadores de colina usam aileron/profundor;
- As asas voadoras precisam de 2 canais e muito frequentemente de um mixer. O mixer pode vir no rádio, se não vier basta comprar como acessório (sem problemas).

Claro que existem os planadores de escala, com 210 canais - mas estamos falando em principiantes !

Agora se você está realmente inclinado a ir para o planador motorizado, precisa de mais um canal para o motor.
Os mais puristas criticam isto, mas com certeza o motor dá uma facilitada muito boa na vida.

Considero que existam as duas vertentes :
- Os que querem o conforto do motor, e os que querem o DESAFIO do planador puro.

Acontece que a segunda opção é como um vício, um vírus, sem cura.
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 01 Mai 2007 20:36

- O PRIMEIRO VÔO :

Bom, este é um capítulo especial.
Vou citar DOIS, apenas 2 pilares essencias para um bom primeiro vôo, ou bom primeiro teste, pelo menos para trazer o modelo inteiro de volta para casa.

1. Precisa de um piloto que já sabe voar RC.
2. Precisa conhecer onde fica o CG do seu modelo e ajustá-lo.

Comentários :

1. Eu sei, eu sei, voar planador RC é super fácil, não é ? Pois é, e é assim que perdemos centenas de colegas que abandonam o hobby e vão pilotar carrinhos...
Seja humilde : Você nunca voou sozinho, não vai ser agora !
Peça ajuda, chame alguém para estreiar seu modelo, ele saberá dizer se tem coragem ou não de colocar aquele troço no ar, ou se vc deve voltar para casa, refazer isto ou aquilo, pois está torto.

2. Tem um tema inteiro aí atrás neste tópico só sobre CG. Se o seu modelo é comprado, na planta tem a indicação. Se vc não entendeu nada do que se trata o CG, peça ajuda.

Resolvendo estas duas questôes, já temos 99% de chance de sucesso.

Avatar do usuário
Cesar-SP
membro
Mensagens: 3529
Registrado em: 15 Set 2004 23:08
Localização: São Paulo - SP CEP: 03507-010

Mensagempor Cesar-SP » 02 Mai 2007 17:21

A partir de hoje este topico esta fixo, peço a todos só acrecentarem informações, condizentes ao assunto, estou apagando alguns posts de elogios e outros, para o topico ficar limpo.
abs
Cesar-SP

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 10 Mai 2007 19:42

- ERROS QUE TODOS COMETEMOS :

Aqui vou citar os erros mais comuns que cometemos em planadorismo :

- CHECAR A FREQUÊNCIA :
Finalmente chegamos no campo e vamos testar aquele modelo novíssimo. Os caras já estão voando, então eu vou chegar fazendo sucesso, já voando... Ué, caiu o planador do Zézão !!! Xí, eu tinha a mesma frequência !!!
Pois é, antes de descer do carro com seu rádio, antes de ligar o rádio, desça do carro sem nada, e vá perguntar a frequência dos colegas, POR FAVOR !!!!

- LIGAR O PLANADOR :
Como em planadorismo tudo é silencioso, às vezes pinta aquele monte de urubú no céu, e o pessoal sai gritando :"OLHA A TÉRMICA !!!" E aí todo mundo quer voar. O problema é que sempre alguém esquece de ligar o planador... normalmente é a melhor decolagem, sai retinho, só que depois não muda, nada se move, e ele começa a virar, virar, e vc percebe que não ligou o receptor... normalmente o planador volta rapidinho, só que nunca chega inteiro !

- LANÇAR PARA CIMA :
Esta é para vôo de colina, normalmente aquele amigão que ainda não começou e foi só olhar. Você já está cansado, pergunta "vc joga para mim ?" Ele, simpaticão, "CLARO !".
Você confia, e ele joga com o narizão olhando para o céu. Resultado : Estol, DE CARA !!
E vc grita na hora que o nariz do planador faz "crack" no chão : "TEM QUE JOGAR PARA FRENTE, NÃO PARA CIMA !!!!!"

- PLANADOR PESADO DEMAIS :
Esta é para o pessoal que vem do Glow : Chega com aquele planador bonito, vistoso, lustroso, brilhante, perfeito. Mas, sabe como são estes kits, tão frágeis!!! Então ele coloca um compensado aqui, uma araldite ali, uma fibra acolá, um trem-de-pouso bem resistente, e, resultado final, temos um GLOW SEM MOTOR !!!
Resultado : Pôxa, não sustenta, olha só ! Eu puxo, puxo, cabro, e o danado desce feito um tijolo !!

- ASA FRÁGIL - TORÇÃO :
Este é o oposto, o cara é planadorista de sangue !! Faz a asa tão leve que de olhar ela já enverga. Normalmente o Monokote já fêz ela TORCER - virou uma hélice !!
Resultado : Lança, ele parece um flutuador, suave, só que entra num parafuso fantástico, e não tem leme que resolva.

- COMANDOS INVERTIDOS :
Clássica : Eu tenho um monte de modelos, e tenho também um rádio que é maravilhoso ! Xutaba RXFM UHF Ghz 39506 AAA PCMXYZW. Computadorizado com dual core e 2G de RAM ! Roda Windows Vista ! Emula Apple !
Resultado : Pôxa, eu tinha selecionado o Stickinho e não o Aspire !!! Eu ví mesmo que quando eu cabrava ele mergulhava !!!

- ESTOL A BAIXA ALTITUDE :
Desta NINGUÉM escapou. Domingão, dia perfeito, vôo perfeito, então para completar, tem o pouso perfeito, né ?!
Você vem perfeito, na perna do vento, faz a curva perfeita, ele vem em sua direção (será que vem na mão ?) tá tudo certo, há, mas afundou um pouco, vou puxar só um pouquinho e - CRACK !! Nariz, aquele nariz perfeito que eu tinha caprichado !!!! a bateria arrancou tudo, até o receiver !!
Pois é, em atitude de pouso, o melhor comando que podemos fazer é picar. Cabrar na hora errada (em baixa altitude) é ultra arriscado.
Existem várias teorias que explicam - mas a prática fala mais forte - sempre estola !!

Avatar do usuário
carlos renato
membro
Mensagens: 3797
Registrado em: 17 Abr 2005 21:08
Localização: Itanhaém/sp frequência:72.630 e 2.4ghz
Contato:

Mensagempor carlos renato » 10 Mai 2007 20:19

A questao nao chega a ser "aquela" duvida, porém sempre é bom ouvir quem sabe mais. Tudo isso procurando o melhor rendimento em cada voo.

No voo termal, com um Mini térmico por exemplo, comando de profundor e leme, cauda convencional ou em V, asa com diedro, poliedro etc... se faz um voo tranquilo pois só temos o recurso desses dois canais.

A duvida em questao seria: O spirit elite, 2mt de envergadura, menos diedro, 1.080kg pronto para voar, profundor, leme, aileron e flaps, como as condiçoes de pouso aqui nao sao boas para voar ele na colina, vou voa-lo, ou pretendo, em térmicas....
Minha duvida seria quando fazer curvas usando o leme ou quando usar os ailerons, pois creio que se trabalhando de forma devida e usando cada recurso de forma correta ou no momento certo, evitaria um stoll de asa por exemplo...... Esse seria um ponto de grande duvida minha, ailerons ou leme, quando?
Nunca diga nunca. Amanhã, quem sabe!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 11 Mai 2007 00:38

Ailerons ou leme, quando ?
Hum, ótima pergunta Carlos, tenho que pensar um pouco.
Sinceramente, poucas vezes tive a chance de escolher... mas em planadorismo minha escolha sempre pendia para o leme.
Mesclando as experiências, penso o seguinte :

- A curva mais eficiente só no planador 1/1 - que vc vê o barbantinho no cockpit - que usa leme+aileron+prof. Em modelismo eu considero a curva mais eficiente aquela feita com leme + prof. Então colocaria a primeira escolha assim :

VÔO TERMAL USE LEME, VÔO LENTO, USE LEME.

AILERON :
Acontece assim - lembra do estol na decolagem do J3 ? Aquela história que vc decolava o J3 numa boa, e começava uma curva à esquerda, de repente ele pendia a asa contrária e entrava num parafuso para a direita ? É famoso, muita gente já fêz isto. Isto era porque o aileron que descia gerava muito arrasto, e estando em baixa velocidade, causava estol naquela asa - que caia.

Tem a outra teoria de percepção : Pensa-se que o aileron causa uma "sujeira" no fluxo, usá-lo é perder energia, principalmente porque um deles sempre joga a asa para baixo - o que claramente vem para "subtrair" e não "somar".

Então fica que o aileron seria utilizado apenas para aquelas correções de emergência, quando vc toma um "tapa" de vento ou de térmica e precisa correção rápida.

E com certeza o aileron é desaconselhado a baixa altitude, em atitude de pouso - para evitar estol.

Usamos o aileron na colina, vôo de colina precisa de mais comando e menos preocupação com perda de altura. Na colina o leme não faz sentido.
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
carlos renato
membro
Mensagens: 3797
Registrado em: 17 Abr 2005 21:08
Localização: Itanhaém/sp frequência:72.630 e 2.4ghz
Contato:

Mensagempor carlos renato » 11 Mai 2007 13:06

[quote:3d5f8c8e0d="MARCOS QUITO"]-
Então fica que o aileron seria utilizado apenas para aquelas correções de emergência, quando vc toma um "tapa" de vento ou de térmica e precisa correção rápida.[/quote:3d5f8c8e0d]

Ok, entendi e vira e mexe isso acontece mesmo.... Pequenas correçoes durante alguma situacao como essas acima

[quote:3d5f8c8e0d="MARCOS QUITO"]-

Usamos o aileron na colina, vôo de colina precisa de mais comando e menos preocupação com perda de altura. Na colina o leme não faz sentido.[/quote:3d5f8c8e0d]

Exatamente.... quando peguei esse modelo, a idéia seria justamente essa, voá-lo na colina, mas as condiçoes de pouso aqui para um modelo desses nao sao tao boas, seria uma lenha a cada pouso. Foi entao que pintou a duvida no caso do voo TERMAL, quanto ao uso do aileron ou do leme.....
Belezera Quito, valeu pela orientação :wink:
Nunca diga nunca. Amanhã, quem sabe!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 13 Mai 2007 13:06

O VÔO DO SAPO

Um erro comum cometido pelos novatos é às vezes conhecido como “fazer o sapo” :
O desenho diz tudo. Quem nunca entrou nesta de ficar oscilando, oscilando, oscilando. É uma chatice, e o novato nem sempre consegue se livrar, e o final do vôo do sapo pode ser trágico.
As oscilações vão aumentando, aumentando, até um nível de estol bastante forte, que por vezes pode ser fatal – a baixa altitude.

É meio difícil para um veterano explicar como sair do vôo do sapo. Porque depois de um tempo você simplesmente não deixa mais isto acontecer.

POR QUE ACONTECE ?

Bom, o vôo do sapo acontece por motivos ligados ao medo de afundar do novato. O seu modelo também via de regra está com o CG um pouco para trás o que facilita. Basicamente ele fica “puxando” (cabrando) para o modelo subir, e ele acaba fazendo o sapo, pois vai estolar.

COMO SAIR DO SAPO ?

Pois é, fiquei pensando como é que eu faço – mas como disse é meio difícil explicar – saio naturalmente oras...
Cheguei à conclusão que saímos com uma “picada” no momento em que o modelo começa a subir de novo – ilustrado com o “X” vermelho. “Picar” é “empurrar” o stick para a frente.
Então é assim, se o modelo entrar no vôo do sapo, o segredo é não deixar ele colocar o nariz para cima. Se ele fizer isto você pica no início da subida.

COMO EVITAR ?

Não deixar o nariz para cima com velocidade baixa. Sem velocidade não adianta tentar subir (só térmica). Então se o modelo está com o CG para trás, procure ficar picando – ou ajuste o trim para frente.
Anexos
vôo do sapo.JPG
vôo do sapo.JPG (7.08 KiB) Exibido 18937 vezes
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 22 Mai 2007 22:46

A DECOLAGEM

As primeiras decolagens são qualquer coisa...tipo, experiência única...
De preferência peça para um amigo lançar o modelo enquanto você se concentra no rádio. Mas não peça à namorada, ou àquele amigo que nunca viu alguma coisa voando. Preferencialmente um piloto, certo ?

Vou me referir aqui ao vôo de colina, porque considero o mais simples que um iniciante pode ter.
Existem alguns tipos de lançamento em vôo de colina, mas o melhor de todos é o reto. Reto que digo é para frente mesmo, em linha horizontal, nem para baixo nem para cima, HORIZONTAL.
Sei que parece difícil – todo mundo quer sempre lançar para cima – MAS NÃO FAÇA ISTO !!!

O que vai acontecer :

- LANÇAR PARA CIMA : Você vai se impressionar como seu modelo é capaz de subir, e depois descer num estol maravilhoso com o nariz no chão !!!

- LANÇAR PARA BAIXO : A sua fé vai dizer para o modelo se recuperar, ele até que vai fazer um sinalzinho, mas você vai estar tão desesperado que apenas irá assistir ao espetáculo do nariz quebrado...

- LANÇAR PARA FRENTE NA HORIZONTAL : É quase que impossível para um novato, é muito difícil... Mas se você conseguir se controlar e lançar apenas na horizontal, seu modelo vai seguir sua trajetória tranquilamente, não vai precisar de comando algum nos primeiros 20 segundos (que parecerão uma eternidade).

CHECK LIST : é bom ter sempre à mão (na cabeça) :
1. Verifique o CG novamente. Na suspeita de que ele esteja um pouco para trás, coloque mais uma pedrinha de chumbo no nariz. Lembre-se, com CG atrasado você NÃO terá controle. CG adiantado, o modelo fica muito mais estável.
2. Peça para seu colega segurar o modelo com a traseira para você (traseira do modelo) : Assim você pode conferir que o rádio está funcionando e os comandos não estão invertidos.

Outros detalhes :
ANTES de lançar, você deve ter em mente uma rota de fuga – ou seja, se o modelo não começar a subir nos primeiros 20 segundos, PARA ONDE VOCÊ VAI VIRAR ? ONDE IRÁ POUSAR ?
Também : Nestes primeiros segundos procure não deixar o modelo subir demais o nariz, pois ele irá entrar em estol. Normalmente são pequenas as correções que precisamos fazer.

Bons vôos !
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 28 Mai 2007 07:09

O PROJETO MAIS SIMPLES DO MUNDO - "PIBROS"

Demorei para encontrar o que eu queria. A primeira vez que vi uma destas foi numa revista Francesa - acho que é obra deles.
É a coisa mais simples e indestrutível de se voar na colina.

Difícil dar uma "dica" de qual seria o projeto mais simples por aqui, pois sempre vai ter algum que tem alguma vantagem. Mas este é difícil de bater.

As limitações :
- Precisa de Depron - quem não tiver usa isopor cortado em 5mm.
- Precisa de mixer - profundor + aileron. (esta limitação é questionável - eu vou postar as alterações para se usar separadamente profundor e aileron).

http://www.rc-soar.com/pibros/

O "Pibros" é projetado inicialmente para morros com bom vento - EUA & Alpes - porém não abusando do peso ele voa em colinas fracas também.

Para fazer uma versão "TERMAL" dele bastaria aumentar a envergadura para 1250mm.

O site mostra o passo-a-passo da construção, as peças, etc...

Muita atenção - como para qualquer outro modelo - AO CG = CENTRO DE GRAVIDADE. O modelo deve se equilibrar naquele ponto.

Mais : O Pibros é bem arisco de comando de rolagem - aileron - portanto, para os primeiros vôos recomenda-se pouco comando de aileron.

Acho que vou fazer o post em Português traduzindo a página.
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 29 Mai 2007 19:46

VAMOS COMEÇAR : "PIBROS"
DADOS TÉCNICOS :

Envergadura 800 mm
Comprimento 460 mm
Área 200dm2
Peso 250gms
Carga alar 12.5gms/dm

Radio
2 mini or micro servos
Melhor se tiver Mixer - profundor / aileron
Receiver - micro
Bateria 220mAh NiMH

Pesos (detalhes)
2 micro -servos 40g
1 bateria 220mAh: 60g
1 receiver 30g
Miscelãnea 10g
Depron 100g
Total ~250g

Centro de gravidade
210mm a partir do nariz
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 29 Mai 2007 19:49

Olhaí ele :
Anexos
pibros_ready.jpg
pibros_ready.jpg (7.82 KiB) Exibido 18853 vezes
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
carlos renato
membro
Mensagens: 3797
Registrado em: 17 Abr 2005 21:08
Localização: Itanhaém/sp frequência:72.630 e 2.4ghz
Contato:

Mensagempor carlos renato » 29 Mai 2007 20:22

[quote:74ef2d86bb="MARCOS QUITO"]A DECOLAGEM

As primeiras decolagens são qualquer coisa...tipo, experiência única...
De preferência peça para um amigo lançar o modelo enquanto você se concentra no rádio. Mas não peça à namorada, ou àquele amigo que nunca viu alguma coisa voando. Preferencialmente um piloto, certo ?

[/quote:74ef2d86bb]
Apenas um comentário...
Ja dei essa mancada no inicio dos voos de colina, tava tao inseguro que um modelo sem motor poderia voar naquelas condicoes, na encosta, que pedi a uma pessoa nao aeromodelista jogar, e ele acabou fazendo uma tremenda de uma asneira..... lenha !
Nunca diga nunca. Amanhã, quem sabe!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 31 Mai 2007 06:55

PIBROS - CONSTRUÇÃO :

Preparação
Lista de materiais
Depron – 3mm x 800mm x 1250mm
Cola quente

Em caso de não encontrar Depron na sua cidade, use isopor fatiado em 3~5mm.

Cortando as chapas :
Primeiro desenhe na chapa conforme o desenho :
Anexos
corte.JPG
corte.JPG (22.09 KiB) Exibido 18822 vezes
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Odair Justo
membro
Mensagens: 2123
Registrado em: 11 Fev 2004 11:44
Localização: Santos-SP

Mensagempor Odair Justo » 02 Jun 2007 17:19

Quito
poderia indicar onde são os cortes?

Avatar do usuário
Odair Justo
membro
Mensagens: 2123
Registrado em: 11 Fev 2004 11:44
Localização: Santos-SP

Mensagempor Odair Justo » 02 Jun 2007 17:21

Quito poderia indicar onde são os cortes nessa planta?

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 03 Jun 2007 17:13

Odair,

Estou atrasado com o tópico...

Cada número é uma peça - então é só cortar nas linhas no entorno dos números.
Tem 3 peças sem número que compõem o aileron - número 9. Para o modelo "colineiro veloz" a recomendação é fazer o aileron duplo (sobrepondo estas peças aos pares).
Para o modelo "brasileiro" eu usaria apenas uma peça de depron - suficiente.

Parte inferior esquerda tem dois outros triângulos sem número - não são peças - são lixo.

A peça 8 é o leme.

As demais vou mostrar na tradução em seguida, basicamente 1 é intradorso, e 2/3 são extradorso. As demais são o enchimento que vai gerar resistência e perfil.
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 04 Jun 2007 06:50

CONTINUANDO O PIBROS :

Colar as partes 1 + 2 e 3 conforme o desenho. Use a fita conforme mostrado – parte interna – e também por fora – parte externa.
Anexos
Pibros2.JPG
Pibros2.JPG (10.02 KiB) Exibido 18765 vezes
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 04 Jun 2007 06:53

MAIS PIBROS :

Agora usando a cola quente :

Colar a seção 4 sobre a 1, deixando 5mm de distância entre as pontas.

Cole as seções 6 e 7 juntas e ambas sobre a seção 4, sendo que as pontas da 6/7 ficam 30mm abaixo da ponta da seção 1.

Cole a 5 sobre a 6, sendo que a ponta da 5 está atrás da ponta da seção 1.

Note que a seção 5 é maior que a seção 6 / 7 o que faz o formato do aerofólio. Para que isto fique perfeito tenha a certeza de colar as bordas da seção 5 na seção 4, mantendo a seção 1 plana.

Agora finalizando, dobre as seções 2 e 3 sobre a 5, mas ainda não cole. Experimente juntar e observe que é necessário cortar um pouco a parte central para evitar sobreposição de 2/3.
Agora cole, mantendo a seção 1 plana.

Corte o bordo de fuga conforme necessite, deixando-o reto. Finalize com fita adesiva larga.
Anexos
Pibros3.JPG
Pibros3.JPG (17.71 KiB) Exibido 18761 vezes
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!

Avatar do usuário
Eduardo Yamin
membro
Mensagens: 6281
Registrado em: 25 Dez 2003 10:30
Localização: Capital Federal, Buenos Aires, Argentina

Mensagempor Eduardo Yamin » 04 Jun 2007 08:12

Na figura acima, item 3, ao colar, recomendo colocar um calço embaixo do BF de aprox 50mm. Desta forma o perfil fica com um pequeno reflex aumentando muito a estabilidade e velocidade do perfil.
Pode-se tambem fazer um pequeno washout natural, se utilizar calços pouco maiores nas pontas das asas.
Abs,
EY

Avatar do usuário
Marcos Quito
membro
Mensagens: 2062
Registrado em: 16 Set 2004 10:04
Localização: São Carlos - SP

Mensagempor Marcos Quito » 04 Jun 2007 18:28

[quote:9dd9eeeeb9="Eduardo Yamin"]Na figura acima, item 3, ao colar, recomendo colocar um calço embaixo do BF de aprox 50mm. Desta forma o perfil fica com um pequeno reflex aumentando muito a estabilidade e velocidade do perfil.
Pode-se tambem fazer um pequeno washout natural, se utilizar calços pouco maiores nas pontas das asas.[/quote:9dd9eeeeb9]

Bela dica, mas para esclarecer :
50mm no sentido do plano, porém 5mm (ou a espessura do seu depron) na altura do calço, certo ?
Tire esse negócio que gira do nariz do seu modelo !!


Voltar para “Planadores e afins”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes