Aqui jaz Frank-B

Este é um espaço destinado tanto para as pessoas que gostam do vôo silencioso e tranquilo dos planadores quanto para aqueles que curtem a adrenalina do voo rápido e acrobático dos planadores de colina.

Moderador: Alvaro Sala

Avatar do usuário
andreyamin
membro
Mensagens: 379
Registrado em: 04 Dez 2003 18:58
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Aqui jaz Frank-B

Mensagempor andreyamin » 11 Mar 2005 13:40

A manhã de sexta prometia, muito sol o pouco vento; não deu outra, fui voar (=cabular).
Cheguei no praça do relógio na USP lá pelas 11:00, montei o modelo, testei tudo e comecei a voar. Havia muitas andorinhas voando, sinalizando termicas; o dia estava fantástico!
No terceiro ou quarto lançamento, coloquei o modelo no meio de uma coluna de andorinhas, e comecei a subir. Primeiro bem devagar, e depois mais e mais rápido. Acho que uns 2min depois eu estava seguramente a uns 200m de altura; o modelo viro um ponto no ceu sobre o CRUSP (conjunto residêncial da USP). A essa altura eu já estava confortavelmente acomodado numa sombra, e rindo sózinho...pensando "é hoje"...
Continuei a circular e o modelo não descia mais!
Pensei em deixa-lo voando o quanto eu conseguisse...e voei tranquilamente uns 15min. O que já era o meu recorde no plano.
Foi então que começou o pesadelo: Primeiro, foi bem sutil, ele começou a não responder prontamente aos meus comandos, mas ainda respondia.
Isso já havia acontecido outras vezes, mas derrepente ele entrou numa espiral descendo uns 50m enquanto eu cabrava quase quebrando o stick...e por fim comandava, e dava uns 5 loopings seguidos sem que eu cabrasse mais. O modelo foi fazendo loucuras desse tipo e descendo até que eu não consseguia mais ve-lo. Ele entrou atras dos prédios do CRUSP :shock: . Saí correndo entre os prédios com o controle na mão, cheguei do outro lado e não achava o modelo. Naquele rítmo de descida, ele já deveria estar no chão, e aos pedaços. Foram minutos de desespero procurando pelo modelo. Mas ele poderia estar em qualquer lugar num raio de 200m. Isso incluia a possibilidade de ele ter caido em cima de arvores altas, avenidas onde trafegam onibus e até a piscina do Cepeusp :shock: . Comecei a perguntar quenem um idiota pra todo mundo se tinham visto um avião caindo....até que um moleque idiota me respondeu: "eu vi! tinha muito fogo, e gente gritando" :evil: . não liguei e continuei procurando, até que vi, sobre o paralelepipedo de um espacionamento, uma coisa vermelha. Era ele :cry: Todo destruido :cry: deve ter entrado de bico :cry: no paralelepipedo :cry:
A fuseca quebrou em 3 partes, o pod virou poeira, o suporte da asa foi arrancado e o boom quebrou :shock:
A asa até que está inteira pela lenha...
E é isso...acabou o Frank-B :cry: :cry: :cry:

Até

André

Avatar do usuário
gustabmo
membro
Mensagens: 4337
Registrado em: 03 Mai 2004 21:58
Localização: Sao Paulo - SP
Contato:

Mensagempor gustabmo » 11 Mar 2005 13:50

Andre,

Ainda que perder um aviao por perda de controle seja uma *&#^@, pelo menos o ultimo voo foi o mais sensacional dele!

Que venha o Frank-C! :wink:

O rx tá inteiro? É o Berg? Faça uns testes com ele antes de por pra voar de novo!
Gustavo - São Paulo/SP

Avatar do usuário
Regis.Abdalla
membro
Mensagens: 100
Registrado em: 07 Jan 2005 19:01

Mensagempor Regis.Abdalla » 11 Mar 2005 14:24

So leva lenha quem voa!

Existem 2 tipos de modelos: os que lenharam e os que vão lenhar!
Sei que é dificil e como sei... :cry:
Mas... :D Rei morto e rei posto.

Parabens pelo belo voo do Frank-B .

Vida longa ao Frank-C,
...mal consigo esperar para ve-lô em ação.
[]´s
Regis Tio-zão
"Onde a arrogância e a ignorância são virtudes, é tolice ser sábio"

Abras
membro
Mensagens: 214
Registrado em: 03 Mar 2005 10:30
Localização: Belo Horizonte - MG

Mensagempor Abras » 11 Mar 2005 14:46

Qual receptor esta usando?

Não se esqueça que os micro receptores tem 10 vezes menos alcance que os receptores normais.

A propria frabrica recomenda 300 metros de distancia, mas pode ter certeza que é bem menos, ainda mais se estiver no meio da cidade.

Avatar do usuário
Edgard
Equipe E-voo.com
Mensagens: 8267
Registrado em: 11 Mar 2004 09:48
Localização: São Paulo - SP 55

Mensagempor Edgard » 11 Mar 2005 15:45

Pô André, é uma pena, mas pelo relato, foram os momentos mais agradáveis dos últimos tempos, os que precederam a M.

Vai pro Frank C e acerta aquelas coisinhas que você achava que podiam ser melhoradas.
Seus projetos estão cada vez melhores, então o Frank C vai ser the best.

Pelo que você contou, tem cara de fim de carga na bateria do RX.
Caso seja necessário, cliquem no denunciar, o resto pode deixar que a administração se preocupa

Avatar do usuário
andreyamin
membro
Mensagens: 379
Registrado em: 04 Dez 2003 18:58
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Mensagempor andreyamin » 11 Mar 2005 18:54

Abras escreveu:Qual receptor esta usando?


Um Berg 5, teoricamente com alcance de receptor full...

Avatar do usuário
ATARI
Patrocinador
Patrocinador
Mensagens: 2619
Registrado em: 10 Mai 2004 19:13
Localização: SP-SP
Contato:

Mensagempor ATARI » 11 Mar 2005 19:16

Abras escreveu:Qual receptor esta usando?

Não se esqueça que os micro receptores tem 10 vezes menos alcance que os receptores normais.

A propria frabrica recomenda 300 metros de distancia, mas pode ter certeza que é bem menos, ainda mais se estiver no meio da cidade.


o receptor GWS R6N por exemplo e pra 300mts ( indicado no manual ) mas isso e nivel seguro

da isso de alcanse ou mais ( mas + interferencia tb se tiver onde vc ta voando )

mas isso num radio mais simples, vide o proprio da GWS ou um futaba ou JR de 4 canais mais simples
pois eles tem pouca wattagem de saida ( na casa dos 300mw )

se vc pegar um radio de 6,7, 8 canais e dai pra frente ( o meu 6VA tem na faixa de 800mw )

quando a potencia de saida e maior o alcance tb


ceeeeerrrrto ... :wink:

Avatar do usuário
andreyamin
membro
Mensagens: 379
Registrado em: 04 Dez 2003 18:58
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Mensagempor andreyamin » 11 Mar 2005 20:53

Alguem poderia me dizer, com detalhes, como funciona o fail safe da Berg?

Avatar do usuário
gustabmo
membro
Mensagens: 4337
Registrado em: 03 Mai 2004 21:58
Localização: Sao Paulo - SP
Contato:

Mensagempor gustabmo » 11 Mar 2005 23:10

andreyamin escreveu:Alguem poderia me dizer, com detalhes, como funciona o fail safe da Berg?

O Berg*5 nao tem fail safe, o Berg*6 que tem...

Veja o manual do Berg*5 em http://www.rc-direct.com/pdf_files/Berg%205%20instructions%20w%20switch.pdf
Gustavo - São Paulo/SP

Avatar do usuário
alexcmag
Equipe E-voo.com
Mensagens: 14817
Registrado em: 13 Fev 2004 12:13
Localização: Sao Paulo SP
Contato:

Mensagempor alexcmag » 11 Mar 2005 23:11

andreyamin escreveu:Alguem poderia me dizer, com detalhes, como funciona o fail safe da Berg?


O Berg*5 não tem failsafe, apenas DSP.

O que tem nos Berg é:

DSP: Digital Signal Processing
Os receptores têm dois blocos distintos, o primeiro é a de rádio-frequencia que funciona como um receptor de rádio comum. Neste ponto o sinal é uma seqüência de pulsos que foi enviada pelo transmissor, não há distinção de canais.

A etapa seguinte é o decodificador, normalmente um integrado 4015 bem burrinho, que funciona como um daqueles sequenciais usados em iluminação. O primeiro pulso vai para a saída do canal 1, o segundo para a saída do canal 2, etc. Se houver um pico de sinal na mesma frequencia entre dois destes pulsos ele é interpretado como pulso e desloca tudo, dando comandos loucos. Se o pulso inválido ocorrer durante um pulso válido pode extender sua duração, aumentando o curso do servo além do que você comandou no transmissor.

O DSP dos Berg atua nesta etapa, em vez de um circuito burro ele analiza a forma da onda transmitida pelo seu transmissor específico (que varia para cada transmissor devido a detalhes mínimos de tolerância e calibração) e ignora o comando se não for este formato. Isto o Berg*5 tem.

Failsafe
Os Berg*6 têm também Failsafe, que é uma funcionalidade adicional além do DSP. O funcionamento dos failsafes é geralmente o mesmo, os sinais recebidos são analizados não em relação ao formato, mas à duração. Como os sinais válidos são entre 900us e 2100us, qualquer sinal fora desta faixa faz com que ele ignore toda a seqüência, aguardando a próxima seqüência de sinais válida. Se algum valor lido for muito diferente da leitura anterior a sequencia também é ignorada (o dedo não consegue alternar em 1/50 de segundo de um extremo a outro do comando, por exemplo).

Se demorar muito para haver uma seqüência de sinais válida ele começa a enviar para as saídas uma seqüência pré-programada, geralmente no momento de ligar é memorizada a posição dos comandos e esta é a programação válida para os comandos no caso de perda de sinal.

Possíveis causas de problemas

Para seu planador ter perdido totalmente o comando e não ter recuperado em nenhum instante, eu chutaria algumas possibilidades principais:

1) Bateria do transmissor descarregada
2) Bateria do receptor descarregada
3) Forte interferência causada por outro transmissor na mesma freqüência
4) Forte interferência causada por sinais muito fortes (tipo transmissoras de TV, rádio, etc.) que mesmo em outra freqüência ainda tenham energia para interferir na faixa de 72Mhz.
5) Passar por dentro de um link de microondas e sobrecarregar o circuito do receptor (parece improvável mas já aconteceu comigo).
4) Passar por um link de microondas
Melhorando o mundo... uma linha por vez.

Avatar do usuário
gustabmo
membro
Mensagens: 4337
Registrado em: 03 Mai 2004 21:58
Localização: Sao Paulo - SP
Contato:

Mensagempor gustabmo » 11 Mar 2005 23:16

alexcmag escreveu:Se demorar muito para haver uma seqüência de sinais válida ele começa a enviar para as saídas uma seqüência pré-programada, geralmente no momento de ligar é memorizada a posição dos comandos e esta é a programação válida para os comandos no caso de perda de sinal.

No Berg*6 pra voce programar a posicao que vai ser comandada em caso de perda de sinal tem que usar um jumper nos pinos de um dos canais.
Gustavo - São Paulo/SP

Avatar do usuário
alexcmag
Equipe E-voo.com
Mensagens: 14817
Registrado em: 13 Fev 2004 12:13
Localização: Sao Paulo SP
Contato:

Mensagempor alexcmag » 11 Mar 2005 23:27

gustabmo escreveu:
alexcmag escreveu:Se demorar muito para haver uma seqüência de sinais válida ele começa a enviar para as saídas uma seqüência pré-programada, geralmente no momento de ligar é memorizada a posição dos comandos e esta é a programação válida para os comandos no caso de perda de sinal.

No Berg*6 pra voce programar a posicao que vai ser comandada em caso de perda de sinal tem que usar um jumper nos pinos de um dos canais.


Interessante... E a programação vale mesmo que desligue neste caso, né???

Curiosamente tive um failsafe na lista da lojinha por muito tempo e ninguém nunca comprou. Costumava voar sempre com um, mas adquiri o péssimo hábito de vender as peças que estao no avião do dia... e fiquei sem nenhum.

Vou fazer outro, os problemas recorrentes de interferëncia que tenho enfrentado não me deixaram outra escolha.
Melhorando o mundo... uma linha por vez.

Avatar do usuário
gustabmo
membro
Mensagens: 4337
Registrado em: 03 Mai 2004 21:58
Localização: Sao Paulo - SP
Contato:

Mensagempor gustabmo » 11 Mar 2005 23:56

alexcmag escreveu:Interessante... E a programação vale mesmo que desligue neste caso, né???

Claro... fica gravado em cartoes perfurados e toda vez que voce liga o rx ele faz a leitura com a Leitora de Cartoes Perfurados Portatil Berg (tm) que pra ser bem funcional é bivolt 110/220V. :roll:

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
Gustavo - São Paulo/SP

Avatar do usuário
alexcmag
Equipe E-voo.com
Mensagens: 14817
Registrado em: 13 Fev 2004 12:13
Localização: Sao Paulo SP
Contato:

Mensagempor alexcmag » 12 Mar 2005 01:00

gustabmo escreveu:
alexcmag escreveu:Interessante... E a programação vale mesmo que desligue neste caso, né???

Claro... fica gravado em cartoes perfurados e toda vez que voce liga o rx ele faz a leitura com a Leitora de Cartoes Perfurados Portatil Berg (tm) que pra ser bem funcional é bivolt 110/220V. :roll:

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:


Já ouviu falar em E2PROM e FLASH?
Melhorando o mundo... uma linha por vez.

Avatar do usuário
andreyamin
membro
Mensagens: 379
Registrado em: 04 Dez 2003 18:58
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Mensagempor andreyamin » 12 Mar 2005 02:58

alexcmag escreveu:O DSP dos Berg atua nesta etapa, em vez de um circuito burro ele analiza a forma da onda transmitida pelo seu transmissor específico (que varia para cada transmissor devido a detalhes mínimos de tolerância e calibração) e ignora o comando se não for este formato. Isto o Berg*5 tem.

No caso de ele ignorar o comando, o que acontece?
Os servos ficam parados até que ele entenda uma sequencia como valida?

alexcmag escreveu:1) Bateria do transmissor descarregada

Estava ok, pelo menos é o que o diplay marcava.
Me lembro que na hora em que eu desliguei o tx, logo depois de encontrar o modelo, a tensão era de 10,2v

alexcmag escreveu:2) Bateria do receptor descarregada

A bateria do rx (4x300mAh minamoto)foi carregada ontem (dia anterior à tragédia), e ficou pelo menos umas 4 horas o tricle charge depois da carga rápida (aprox 300mA).
Acho improvavel que ele descarregaria em tão pouco tempo...

alexcmag escreveu:3) Forte interferência causada por outro transmissor na mesma freqüência

Se foi isso, o cara era bom, quer dizer, ele sabia fazer um parafuso muito bem feito, mas o pouso dele deixou um pouco a desejar :cry:

alexcmag escreveu:4) Forte interferência causada por sinais muito fortes (tipo transmissoras de TV, rádio, etc.) que mesmo em outra freqüência ainda tenham energia para interferir na faixa de 72Mhz.

Uns amigos meus da facualdade de História (vizinha da praça do relógio) tem uma rádio pirata operando em 106,7Mhz. Não tenho certeza, mas acho que a potencia do transmissor é maior que 1kW...
A um tempo atraz eles estavam falando em colocar uma antena no telhado da faculdade. Ha muito tem não falo com eles, mas se essa antena já está lá, ela certamente não estaria a mais de 350m do meu modelo :roll: Eu não tinha pensado nisso... :wink:

alexcmag escreveu:5) Passar por dentro de um link de microondas e sobrecarregar o circuito do receptor (parece improvável mas já aconteceu comigo).
4) Passar por um link de microondas

Acho que isso já aconteceu com o Régis uma vez, e foi lá na USP mesmo...

Resumindo, a USP é um ótimo lugar pra se voar, principalmente a praça do relógio :wink:
Podemos organizar um encontro lá qualquer dia, vcs vão adorar... :lol:
Tô rindo pra não chorar... :cry:

Avatar do usuário
andreyamin
membro
Mensagens: 379
Registrado em: 04 Dez 2003 18:58
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Mensagempor andreyamin » 12 Mar 2005 03:04

gustabmo escreveu:O rx tá inteiro? É o Berg? Faça uns testes com ele antes de por pra voar de novo!


Acabei de testa-lo. Simplesmente não responde...
Acho que foi pro beleleu. Ficou prensado entre a bateira, que ficou aos pedaços; e os servos (um deles quebrou a caixa até mas estão funcionando)
Vou pedir o alexmagico dar uma olhada....

Avatar do usuário
alexcmag
Equipe E-voo.com
Mensagens: 14817
Registrado em: 13 Fev 2004 12:13
Localização: Sao Paulo SP
Contato:

Mensagempor alexcmag » 12 Mar 2005 08:39

andreyamin escreveu:
alexcmag escreveu:O DSP dos Berg atua nesta etapa, em vez de um circuito burro ele analiza a forma da onda transmitida pelo seu transmissor específico (que varia para cada transmissor devido a detalhes mínimos de tolerância e calibração) e ignora o comando se não for este formato. Isto o Berg*5 tem.

No caso de ele ignorar o comando, o que acontece?
Os servos ficam parados até que ele entenda uma sequencia como valida?

Na falta de pulso válido os servos ficam parados onde estão (sem fazer força, como se estivessem desligados) e os ESCs desligam.
alexcmag escreveu:1) Bateria do transmissor descarregada

Estava ok, pelo menos é o que o diplay marcava.
Me lembro que na hora em que eu desliguei o tx, logo depois de encontrar o modelo, a tensão era de 10,2v

10,2V está ótimo, seria perigoso abaixo de 7V.

alexcmag escreveu:2) Bateria do receptor descarregada

A bateria do rx (4x300mAh minamoto)foi carregada ontem (dia anterior à tragédia), e ficou pelo menos umas 4 horas o tricle charge depois da carga rápida (aprox 300mA).
Acho improvavel que ele descarregaria em tão pouco tempo...

Voei com bateria de 40mAh carregada na véspera e durou mais de 20 minutos, a sua devia estar legal mesmo.
alexcmag escreveu:3) Forte interferência causada por outro transmissor na mesma freqüência

Se foi isso, o cara era bom, quer dizer, ele sabia fazer um parafuso muito bem feito, mas o pouso dele deixou um pouco a desejar :cry:

No caso do BERG, no máximo anularia os comandos na posição em que estivessem, não causaria comandos mais fortes.
alexcmag escreveu:4) Forte interferência causada por sinais muito fortes (tipo transmissoras de TV, rádio, etc.) que mesmo em outra freqüência ainda tenham energia para interferir na faixa de 72Mhz.

Uns amigos meus da facualdade de História (vizinha da praça do relógio) tem uma rádio pirata operando em 106,7Mhz. Não tenho certeza, mas acho que a potencia do transmissor é maior que 1kW...
A um tempo atraz eles estavam falando em colocar uma antena no telhado da faculdade. Ha muito tem não falo com eles, mas se essa antena já está lá, ela certamente não estaria a mais de 350m do meu modelo :roll: Eu não tinha pensado nisso... :wink:

Rádio pirata é uma fonte poderosa de RF em todas as freqüências entre 0 e umas 4 a 8 vezes a freqüência dela... A potência do transmissor é no mínimo 1600 vezes maior que o seu e a geralmente o circuito deixa vazar freqüências diferentes em alta potência. Lembro quando ia no Morro da Cruz em Florianópolis, tem uma transmissora lá, no final da subida se estivesse escutando fita ou cd no carro o sinal da transmissora se sobrepunha. Acho que se ligasse uma antena num alto-falante sem circuito nenhum daria para escutar.

Para o rádio isto equivale a você tentar conversar baixo com alguém do lado de um caminhão ligado, não adianta você entender muito bem e conhecer a voz da pessoa, o ruído é tão grande que você não consegue identificar a voz.

alexcmag escreveu:5) Passar por dentro de um link de microondas e sobrecarregar o circuito do receptor (parece improvável mas já aconteceu comigo).
4) Passar por um link de microondas

Acho que isso já aconteceu com o Régis uma vez, e foi lá na USP mesmo...

Resumindo, a USP é um ótimo lugar pra se voar, principalmente a praça do relógio :wink:
Podemos organizar um encontro lá qualquer dia, vcs vão adorar... :lol:
Tô rindo pra não chorar... :cry:
Melhorando o mundo... uma linha por vez.

Avatar do usuário
Omar Grassetti
membro
Mensagens: 1994
Registrado em: 06 Mai 2004 10:58
Localização: sp

Mensagempor Omar Grassetti » 12 Mar 2005 18:39

Sinto pelo seu modelo André. Era aquele muitissimo bem construido que você me mostrou sábado passado?

Tivemos alguma interferência hoje pela manhã na USP. O meu modelo estava com o meu melhor receptor full que nunca, até hoje, tinha dado o menor problema. Felizmente interrompi os vôos e nada aconteceu.

Bela explicação, Alex. Até eu que sou bem fraco nesse assunto entrendi tudo.

Avatar do usuário
andreyamin
membro
Mensagens: 379
Registrado em: 04 Dez 2003 18:58
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Mensagempor andreyamin » 13 Mar 2005 01:12

Omar Grassetti escreveu:Sinto pelo seu modelo André. Era aquele muitissimo bem construido que você me mostrou sábado passado?


Esse mesmo... :cry:


Voltar para “Planadores e afins”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes