[IMPORTANTE] Seus direitos de não pagar impostos indevidos

Área para referências sobre lojas, sites, etc.
Todo mundo sabe que os correios demoram, quando a compra é feita na China e tem que atravesser metade do mundo (literalmente) para chegar ao destinatário, passando ainda por fiscalização/alfândega, demora ainda mais e corre o risco de pagar imposto.
Mas sempre tem algum desavisado, que não sabe disto e abre tópico em tudo quanto é lugar, foi criada esta seção.

Moderador: Paulinho

Avatar do usuário
Viridias
membro
Mensagens: 712
Registrado em: 26 Set 2013 11:52
Localização: Fortaleza-CE

Mensagempor Viridias » 21 Fev 2014 10:33

Para aqueles que nem ad'e'vogadozinhos são, é bom lembrar que, em se tratando de matérias jurídicas contraditórias/polêmicas, enquanto não houver a apreciação final pela Suprema Corte, STF, encerrando assim as dúvidas. Sempre haverá magistrado proferindo sentença favorável e magistrado proferindo sentença desfavorável.
"Ninguém é tão sábio que não tenha nada a aprender, nem tão burro que não tenha nada a ensinar". Pense nisso.

ferrabra
membro
Mensagens: 509
Registrado em: 25 Fev 2012 12:32
Localização: São Paulo

Mensagempor ferrabra » 21 Fev 2014 11:04

Pessoal, leia o decreto e veja que a faixa de isenção não pode passar de US$100,00 mas fica a critério da Receita Federal. Este decreto foi alterado em 1995 e 1988, mas nunca tirou da Receita Federal a autonomia de estabelecer as condições de isenção.

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/1965-1988/Del1804.htm

No primeiro artigo se institui o regime de importação simplificada. Os itens incluídos neste regime ficam isentos de IPI. O parágrafo 4 é claro:
[i:fafac43cf2]Poderão ser estabelecidos requisitos e condições para aplicação do disposto neste artigo.[/i:fafac43cf2]

Aí vem o argito 2 da lei que nos deixa tristinhos.
[i:fafac43cf2]O Ministério da Fazenda, relativamente ao regime de que trata o art. 1º deste Decreto-Lei, estabelecerá a classificação genérica e fixará as [b:fafac43cf2]alíquotas especiais[/b:fafac43cf2] a que se refere o § 2º do artigo 1º, bem como [b:fafac43cf2]poderá[/b:fafac43cf2]:

[b:fafac43cf2]I - dispor sobre normas, métodos e padrões específicos de valoração aduaneira dos bens contidos em remessas postais internacionais;[/b:fafac43cf2]

[b:fafac43cf2]II - dispor sobre a isenção do imposto de importação dos bens contidos em remessas de valor até cem dólares norte-americanos, ou o equivalente em outras moedas, quando destinados a pessoas físicas.[/b:fafac43cf2]

Parágrafo Único. O Ministério da Fazenda poderá, também, estender a aplicação do regime às encomendas aéreas internacionais transportadas com a emissão de conhecimento aéreo.[/i:fafac43cf2]

O inciso I deixa a critério do MF a isenção até US100,00. Ou seja, ela não pode aplicar isenção além dos 100,00, mas está livre para manobrar até este limite.

Tratamos dos nosso direitos, mas não podemos esquecer da punição prevista a tenta burlar a lei. O artigo 3 que altera o inciso XVI do artigo 105, do Decreto-Lei nº 37, de 18 de novembro de 1966. Este artigo 105 diz:

[i:fafac43cf2]Art.105 - Aplica-se a pena de perda da mercadoria:
....
XVI - fracionada em duas ou mais remessas postais ou encomendas aéreas internacionais visando a elidir, no todo ou em parte, o pagamento dos tributos aduaneiros ou quaisquer normas estabelecidas para o controle das importações ou, ainda, a beneficiar-se de regime de tributação simplificada;
....
[/i:fafac43cf2]

Portanto a norma da Receita Federal não vai contra ao decreto e portanto é válida. Quem conseguir reaver o dinheiro ótimo, mas é questão de sorte.

Avatar do usuário
Viridias
membro
Mensagens: 712
Registrado em: 26 Set 2013 11:52
Localização: Fortaleza-CE

Mensagempor Viridias » 21 Fev 2014 12:05

Sorte.
http://www2.trf4.gov.br/trf4/processos/visualizar_documento_gedpro.php?local=trf4&documento=3408289&hash=2ec39eddf8a3679dc80d57665738a670

http://www2.trf4.gov.br/trf4/processos/visualizar_documento_gedpro.php?local=jfrs&documento=46470&DocComposto=&Sequencia=&hash=881ba8d7badc00fc50048530df8a758e

http://200.217.210.182/cretainternetrn/cadastro/modelo/exibe_modelo_publicado.wsp?tmp.anexo.id_processo_documento=4814208&tmp.processo_judicial.id_processo_judicial=241038
"Ninguém é tão sábio que não tenha nada a aprender, nem tão burro que não tenha nada a ensinar". Pense nisso.

Avatar do usuário
Abib
membro
Mensagens: 4333
Registrado em: 14 Dez 2006 12:59
Localização: SP - 35

Mensagempor Abib » 21 Fev 2014 12:59

Faltou um parágrafo na transcrição.. não se ele teve exito, mas faltou.

"4 – Todos os casos apresentados pelos defensores da teoria de que compras internacionais abaixo de US$ 100 não podem ser tributadas, foram de ações de remessas postais [b:29cdd4dbcb]inferiores a US$50.[/b:29cdd4dbcb]

Adorarei ver uma ação favorável a isenção de impostos cujo valor esteja entre US$50 e US$100, fiquem a vontade para postar nos comentários. Afinal foram vcs que afirmaram que isto seria possível, não eu! Portanto, provem que isto é possível e parem de mimimi!"

Fonte: http://www.canaldootario.com.br/blog/resposta-ao-canal-otario-compras-internacionais-abaixo-de-100-nao-podem-ser-tributadas/

Fabricio Vidigal
membro
Mensagens: 2086
Registrado em: 24 Set 2008 13:09
Localização: Goiania-Goias ........41

Mensagempor Fabricio Vidigal » 21 Fev 2014 17:38

mais um pacote de $45.00 taxado em 58%.

Avatar do usuário
Papalegua
membro
Mensagens: 830
Registrado em: 14 Jan 2014 12:43
Localização: Porto Alegre

Mensagempor Papalegua » 21 Fev 2014 22:22

[quote:c2ca24fdc8="Fabricio Vidigal"]mais um pacote de $45.00 taxado em 58%.[/quote:c2ca24fdc8]

45 com ou sem frete?
Se está sem o frete, some o frete junto, pois o imposto é com o frete junto e não somente a mercadoria.
Errar uma vez é humano, repetir o erro é burrice.

Fabricio Vidigal
membro
Mensagens: 2086
Registrado em: 24 Set 2008 13:09
Localização: Goiania-Goias ........41

Mensagempor Fabricio Vidigal » 21 Fev 2014 22:35

Ja esta com o frete incluso

Avatar do usuário
Papalegua
membro
Mensagens: 830
Registrado em: 14 Jan 2014 12:43
Localização: Porto Alegre

Mensagempor Papalegua » 21 Fev 2014 23:28

[quote:76fef19d3a="Fabricio Vidigal"]Ja esta com o frete incluso[/quote:76fef19d3a]

Então você pode recorrer com os comprovantes de pagamento da compra.
Errar uma vez é humano, repetir o erro é burrice.

Avatar do usuário
Viridias
membro
Mensagens: 712
Registrado em: 26 Set 2013 11:52
Localização: Fortaleza-CE

Mensagempor Viridias » 22 Fev 2014 09:03

[quote:cf0bd7bca5="Fabricio Vidigal"]Ja esta com o frete incluso[/quote:cf0bd7bca5]

Se você for do bloco dos que aceitam e defendem a portaria MF 156/99, não pode recorrer. Esta portaria determina II de 60%. Se você for do bloco dos que acreditam na defesa de seus direitos, entre com recurso evocando o DL 1804/80. Se vai ser deferido ou indeferido, você só vai saber se der entrada.
"Ninguém é tão sábio que não tenha nada a aprender, nem tão burro que não tenha nada a ensinar". Pense nisso.

snag
membro
Mensagens: 441
Registrado em: 22 Mar 2011 14:02
Localização: São Paulo SP

Mensagempor snag » 22 Fev 2014 11:12

[quote:6bff63248e="Viridias"]
[b:6bff63248e]Se você for do bloco dos que aceitam e defendem a portaria MF 156/99, não pode recorrer[/b:6bff63248e]. Esta portaria determina II de 60%. [b:6bff63248e]Se você for do bloco dos que acreditam na defesa de seus direitos, entre com recurso evocando o DL 1804/80[/b:6bff63248e]. Se vai ser deferido ou indeferido, você só vai saber se der entrada.[/quote:6bff63248e]


Não é uma questão de pertencer a bloco algum. É uma questão de coerência, de honestidade, de ética.

O que acho estranho, mesmo nos fóruns/blogs especializados em direito, é que ninguém lembra, ou menciona, o objetivo da lei. Tem um coisa chamada de “intenção legislativa”, que vem sendo simplesmente ignorada. Afinal, qual foi o objetivo do governo ao sancionar tal decreto?

Um dos objetivos da tributação alfandegária é, em parte, equilibrar o custo do produtos importados ao custo dos produtos produzidos no país. Um exemplo: se não houvesse II sobre automóveis, não existiriam montadoras no país (nem os empregos diretos, nem os indiretos, dos fornecedores de peças e acessórios). Ao mesmo tempo, facilitar importações pode servir para regularizar a oferta de produtos e garantir o abastecimento e, desse modo, controlar a inflação monetária (é só dar uma olhada no caderno de economia dos jornais ou na Net: num dia o governo isenta o imposto de importação do feijão, no outro diminui a alíquota do trigo, e por aí vai…). Também, não podemos esquecer que por falta de estrutura de fizcalizacão, muitas encomendas postais são liberadas sem a cobrança dos impostos. Existe amparo legal para a Receita deixar de cobrar o imposto? Será que essa lei não foi feita justamente para resolver essa questão?

Então, para qualquer ser pensante fica muito claro que a tal lei foi criada para ser um instrumento da Fazenda/Receita para o controle das remessas postais. Não existe outra explicacão crível.

Ou, alguém acredita sinceramente que a tal lei tenha sido criada para isentar as suas compras no exterior? A troco de quê? Desde quando o governo concede qualquer benefício "de graça"?
Se alguém acredita, por favor, poste seus argumentos…

E isso nos leva a questão principal. Fala-se muito sobre Ética (ou a falta dela)… e aí, pergunto: não é anti-ético usar uma lei que, sabidamente, foi criada com um propósito específico, disvirtuá-la e usá-la em benefício próprio?


Por exemplo: é correto um servidor público receber uma comissão sem exercer o cargo? Ah, mas a lei permite (ou permitia, sei lá)…

Para quem não sabe, corre no STF o julgamento sobre o teto salarial do funcionalismo público. Como um funcionário consegue receber mais que o presidente, ministros ou senadores? Porque há (ou, em algum momento, havia) alguma regra que permite (permitia) ao funcionário incorporar gratificações e outras vantagens ao salário.
É bom lembrar que, na maioria das vezes, estas normas ou leis tinham um objetivo muito nobre: para a maior parte dos servidores, serviam como uma garantia de não ver os rendimentos serem cortados em caso de afastamento do cargo causado por mudança (partidária) da administracão, da perda do cargo causado por não se sujeitar a ingerência política em assuntos técnicos, etc.
Mas, existem muitos que utilizaram tais normas como forma de acumular comissões e inflar os rendimentos. E é até muito provável que alguns desses super-salários sejam resultado de incorporações de vantagens conquistadas através da justiça. E aí?


Então, voltando para a questão dos impostos sobre remessas postais, se o negócio fosse carnaval, seria mais ou menos assim: tem o bloco dos que seguem a própria consciência, tem o bloco dos que não tem consciência alguma e, provavelmente, o bloco maior, daqueles que preferem seguir a manada, dos que querem acreditar que estão certos (e que, pateticamente, apontam sua própria maioria como prova incontestável de suas certezas), daqueles que acham que pensar e tirar suas próprias conclusões sobre um assunto dá muito trabalho…

E, se existir alguém que pertença ao bloco dos que genuinamente acreditam que tem direito a isenção, que tal isenção é legítima e eticamente inquestionável, peço desculpas… mas por favor, manifeste-se e esclareça-nos com sua sabedoria…

Avatar do usuário
Viridias
membro
Mensagens: 712
Registrado em: 26 Set 2013 11:52
Localização: Fortaleza-CE

Mensagempor Viridias » 22 Fev 2014 11:46

[quote:342b8c1f03="snag"][quote:342b8c1f03="Viridias"]
[b:342b8c1f03]Se você for do bloco dos que aceitam e defendem a portaria MF 156/99, não pode recorrer[/b:342b8c1f03]. Esta portaria determina II de 60%. [b:342b8c1f03]Se você for do bloco dos que acreditam na defesa de seus direitos, entre com recurso evocando o DL 1804/80[/b:342b8c1f03]. Se vai ser deferido ou indeferido, você só vai saber se der entrada.[/quote:342b8c1f03]


Não é uma questão de pertencer a bloco algum. É uma questão de coerência, de honestidade, de ética.

O que acho estranho, mesmo nos fóruns/blogs especializados em direito, é que ninguém lembra, ou menciona, o objetivo da lei. Tem um coisa chamada de “intenção legislativa”, que vem sendo simplesmente ignorada. Afinal, qual foi o objetivo do governo ao sancionar tal decreto?

Um dos objetivos da tributação alfandegária é, em parte, equilibrar o custo do produtos importados ao custo dos produtos produzidos no país. Um exemplo: se não houvesse II sobre automóveis, não existiriam montadoras no país (nem os empregos diretos, nem os indiretos, dos fornecedores de peças e acessórios). Ao mesmo tempo, facilitar importações pode servir para regularizar a oferta de produtos e garantir o abastecimento e, desse modo, controlar a inflação monetária (é só dar uma olhada no caderno de economia dos jornais ou na Net: num dia o governo isenta o imposto de importação do feijão, no outro diminui a alíquota do trigo, e por aí vai…). Também, não podemos esquecer que por falta de estrutura de fizcalizacão, muitas encomendas postais são liberadas sem a cobrança dos impostos. Existe amparo legal para a Receita deixar de cobrar o imposto? Será que essa lei não foi feita justamente para resolver essa questão?

Então, para qualquer ser pensante fica muito claro que a tal lei foi criada para ser um instrumento da Fazenda/Receita para o controle das remessas postais. Não existe outra explicacão crível.

Ou, alguém acredita sinceramente que a tal lei tenha sido criada para isentar as suas compras no exterior? A troco de quê? Desde quando o governo concede qualquer benefício "de graça"?
Se alguém acredita, por favor, poste seus argumentos…

E isso nos leva a questão principal. Fala-se muito sobre Ética (ou a falta dela)… e aí, pergunto: não é anti-ético usar uma lei que, sabidamente, foi criada com um propósito específico, disvirtuá-la e usá-la em benefício próprio?


Por exemplo: é correto um servidor público receber uma comissão sem exercer o cargo? Ah, mas a lei permite (ou permitia, sei lá)…

Para quem não sabe, corre no STF o julgamento sobre o teto salarial do funcionalismo público. Como um funcionário consegue receber mais que o presidente, ministros ou senadores? Porque há (ou, em algum momento, havia) alguma regra que permite (permitia) ao funcionário incorporar gratificações e outras vantagens ao salário.
É bom lembrar que, na maioria das vezes, estas normas ou leis tinham um objetivo muito nobre: para a maior parte dos servidores, serviam como uma garantia de não ver os rendimentos serem cortados em caso de afastamento do cargo causado por mudança (partidária) da administracão, da perda do cargo causado por não se sujeitar a ingerência política em assuntos técnicos, etc.
Mas, existem muitos que utilizaram tais normas como forma de acumular comissões e inflar os rendimentos. E é até muito provável que alguns desses super-salários sejam resultado de incorporações de vantagens conquistadas através da justiça. E aí?


Então, voltando para a questão dos impostos sobre remessas postais, se o negócio fosse carnaval, seria mais ou menos assim: tem o bloco dos que seguem a própria consciência, tem o bloco dos que não tem consciência alguma e, provavelmente, o bloco maior, daqueles que preferem seguir a manada, dos que querem acreditar que estão certos (e que, pateticamente, apontam sua própria maioria como prova incontestável de suas certezas), daqueles que acham que pensar e tirar suas próprias conclusões sobre um assunto dá muito trabalho…

E, se existir alguém que pertença ao bloco dos que genuinamente acreditam que tem direito a isenção, que tal isenção é legítima e eticamente inquestionável, peço desculpas… mas por favor, manifeste-se e esclareça-nos com sua sabedoria…[/quote:342b8c1f03]

Você é prolixo até de mais para o meu gosto. E no afã de querer dar aula de bons costumes, ética e honestidade, agride, verbalmente e de forma indiscriminada, pessoas que você sequer sabe quem são ou o que são. Mas...... felizmente quem decide o que é legal ou ilegal, aquilo que o cidadão tem direito e aquilo que não tem, não é você, e sim um magistrado. Apenas um detalhe, bloco não é apenas agrupamento carnavalesco. Quanto a MANADA, referindo-se a pessoas, aí é você que deve se explicar, do alto do seu critério de ética e coerência.
"Ninguém é tão sábio que não tenha nada a aprender, nem tão burro que não tenha nada a ensinar". Pense nisso.

ferrabra
membro
Mensagens: 509
Registrado em: 25 Fev 2012 12:32
Localização: São Paulo

Mensagempor ferrabra » 23 Fev 2014 22:24

Bom, o decreto menciona que a Receita Federal pode estabelecer as condições nas quais a isenção se aplica, tal como o originário ser pessoa física ou limite ser até US$100,00. Se algum juiz pode interpretar que a Receita Federal extrapola ao estabelecer estes limites, então vamos aproveitar. Mas no meu português e, talvez no de alguns outros juízes, o estabelecido pela instrução da receita pode ser válida.

Avatar do usuário
ftomazi
membro
Mensagens: 607
Registrado em: 31 Jan 2012 17:17
Localização: RS - POA

Mensagempor ftomazi » 26 Fev 2014 10:55

Portanto, não resta dúvida de que a regulamentação dessa isenção por parte do MF é dotada de perfeita legalidade e legitimidade. Trata-se, ainda, de medida necessária e importante na prevenção da [b] concorrência desleal [b], proteção e regulação da economia nacional.

so tenho uma coisa a dizer:

concorrencia desleal???? piada isso se chama alta carga tributaria q inviabiliza a concorrencia...

pais piada, dx eu voltar ao meu estudo pra vazar daqui o quanto antes...

Avatar do usuário
wickednf
membro
Mensagens: 282
Registrado em: 27 Jun 2009 10:22
Localização: Rio das Ostras - RJ

Mensagempor wickednf » 17 Mar 2014 13:28

Resolvi fazer um vídeo pra compartilhar com vcs o resultado de uma das minhas compras:
http://www.youtube.com/watch?v=SzDOc4jpD_o

Avatar do usuário
Papalegua
membro
Mensagens: 830
Registrado em: 14 Jan 2014 12:43
Localização: Porto Alegre

Mensagempor Papalegua » 17 Mar 2014 17:12

[quote:735e93b7fd="wickednf"]Resolvi fazer um vídeo pra compartilhar com vcs o resultado de uma das minhas compras:
http://www.youtube.com/watch?v=SzDOc4jpD_o
[yt]http://www.youtube.com/watch?v=SzDOc4jpD_o[/yt][/quote:735e93b7fd]

Antes de ter saído dos correios, deveria ter aberto o pacote, é um direito seu isso e ter reclamado lá antes de tudo.
Agora será difícil de provar que o estrago foi lá.

Onde conseguiu um HT por U$20,00?
Eu uso uns Motorola bem antigos e grandes ainda, estou precisando de uns HT menores e por esse preço ainda não havia encontrado.
Errar uma vez é humano, repetir o erro é burrice.

Avatar do usuário
Leandro_Foltran
membro
Mensagens: 207
Registrado em: 01 Mai 2006 20:26
Localização: São Paulo - SP

Mensagempor Leandro_Foltran » 17 Mar 2014 19:35

Amigo, apenas uma dica, nunca aceite nenhum pacote com sinal de avaria externa.

No momento da entrega, vc pode abrir um termo de não conformidade junto aos Correios, se não me engano.

Se vc aceitar e retirar o pacote, nada poderá ser feito posteriormente, infelizmente !

Uma pena !

Mesmo assim, vale a pena abrir um protocolo na ouvidoria dos Correios.

abs

Avatar do usuário
wickednf
membro
Mensagens: 282
Registrado em: 27 Jun 2009 10:22
Localização: Rio das Ostras - RJ

Mensagempor wickednf » 17 Mar 2014 21:37

[quote:270dfef756="Papalegua"][quote:270dfef756="wickednf"]Resolvi fazer um vídeo pra compartilhar com vcs o resultado de uma das minhas compras:
http://www.youtube.com/watch?v=SzDOc4jpD_o
[yt]http://www.youtube.com/watch?v=SzDOc4jpD_o[/yt][/quote:270dfef756]

Antes de ter saído dos correios, deveria ter aberto o pacote, é um direito seu isso e ter reclamado lá antes de tudo.
Agora será difícil de provar que o estrago foi lá.

Onde conseguiu um HT por U$20,00?
Eu uso uns Motorola bem antigos e grandes ainda, estou precisando de uns HT menores e por esse preço ainda não havia encontrado.[/quote:270dfef756]

É rapaz foi um erro ter retirado ele, mais foi primeira e ultima vez. E quanto ai HT tem na dx (http://dx.com/pt/p/baofeng-bf-uv5ra-rechargeable-1-5-dual-display-dual-band-walkie-talkie-black-151653) mais esse eu comprei no ebay pq ja tinha comprado com esse vendedor antes, tanto é q ja entrei em contato com ele e ele vai me mandar outro, vamos ver se dessa vez chega bem!
Voar é arte cair faz parte!

Avatar do usuário
wickednf
membro
Mensagens: 282
Registrado em: 27 Jun 2009 10:22
Localização: Rio das Ostras - RJ

Mensagempor wickednf » 17 Mar 2014 21:42

[quote:7342d32723="Leandro_Foltran"]Amigo, apenas uma dica, nunca aceite nenhum pacote com sinal de avaria externa.

No momento da entrega, vc pode abrir um termo de não conformidade junto aos Correios, se não me engano.

Se vc aceitar e retirar o pacote, nada poderá ser feito posteriormente, infelizmente !

Uma pena !

Mesmo assim, vale a pena abrir um protocolo na ouvidoria dos Correios.

abs[/quote:7342d32723]

É foi um erro ter aberto o pacote e não ter contestado, mais eu estava na ansiedade do item que acabei cometendo esse erro, por isso postei aqui q sirva de exemplo pros colegas não cometerem o mesmo erro!
Voar é arte cair faz parte!

Avatar do usuário
Leandro_Foltran
membro
Mensagens: 207
Registrado em: 01 Mai 2006 20:26
Localização: São Paulo - SP

Mensagempor Leandro_Foltran » 17 Mar 2014 23:30

Com certeza ! Faz parte errar... O problema é que a gente fica maluco quando chega alguma encomenda e acaba esquecendo desses "meros" detalhes.

Agora, faça uma reclamação formal na ouvidoria. Mande o link do seu video e fotos do produto quebrado.

Uma vez, entrei com um processo na ouvidoria dos Correios por atraso na entrega de uma malote Sedex ( Concurso Público ) e fui muito bem atendido e orientado.

abs

brandaopontenova
membro
Mensagens: 25
Registrado em: 21 Fev 2013 09:54
Localização: Ponte Nova, atualmente conceição da aparecida MG

Foi taxado

Mensagempor brandaopontenova » 17 Abr 2014 11:41

Comprei duas baterias lipo, valor total com frete U$34,27, valor do tributo 49,00 reais, recorrir, assim que tiver resposta da receita posto o resultado.

Avatar do usuário
Raposos
membro
Mensagens: 24
Registrado em: 29 Set 2011 08:08
Localização: Cotia - SP

Re: Foi taxado

Mensagempor Raposos » 29 Abr 2014 13:31

[quote:68301dc643="brandaopontenova"]Comprei duas baterias lipo, valor total com frete U$34,27, valor do tributo 49,00 reais, recorrir, assim que tiver resposta da receita posto o resultado.[/quote:68301dc643]

Então amigo, eu acredito que o valor da taxa está correto, pois em MG tem ainda o ICMS de 18%, calculando no site Tributado.net daria R$ 45,65 de imposto.

brandaopontenova
membro
Mensagens: 25
Registrado em: 21 Fev 2013 09:54
Localização: Ponte Nova, atualmente conceição da aparecida MG

Re: Foi taxado

Mensagempor brandaopontenova » 31 Mai 2014 10:22

[quote:91173b71b5="Raposos"][quote:91173b71b5="brandaopontenova"]Comprei duas baterias lipo, valor total com frete U$34,27, valor do tributo 49,00 reais, recorrir, assim que tiver resposta da receita posto o resultado.[/quote:91173b71b5]

Então amigo, eu acredito que o valor da taxa está correto, pois em MG tem ainda o ICMS de 18%, calculando no site Tributado.net daria R$ 45,65 de imposto.[/quote:91173b71b5]

Realmente, depois que li bastante, vi que estava certo, mas vivendo e aprendendo, so nao paga impostos abaixo de 50 obamas se vier de pessoa fisica para fisica. Outra coisa que achei, foi que em MG, cobra 18% ICMS, mais se calcularmos das uns 40% do valor do produto, tb somei o valor do produto + tributo e apliquei a porcentagem de dezoito porcento, mas da um valor abaixo do que o ICMS cobrado em minas.

Avatar do usuário
Abib
membro
Mensagens: 4333
Registrado em: 14 Dez 2006 12:59
Localização: SP - 35

Mensagempor Abib » 02 Jun 2014 07:17

Já postei aqui algumas vezes, mas vamos lá:

O ICMS é calculado sobre o valor do produto já com ICMS, e não simplesmente sobre aplicando 18% sobre o valor final..

Um produto de $100 + 60% de Importação fica $160. o ICMS deste produto será de:

$160 / 0.82 = $195.12 (Base de cálculo - ou valor final já com o ICMS incluso [100%-18%=82% {ou 0.82}])

$192.12 * 18% = $35.12

Avatar do usuário
Riven
membro
Mensagens: 1840
Registrado em: 13 Dez 2006 16:16
Localização: Porto Velho/RO

Mensagempor Riven » 05 Jun 2014 18:36

Decisão judicial favorável à isenção da cobrança de impostos para encomendas importadas até U$ 100.00 enviadas para pessoa física:

http://www.suplementeimportados.com.br/brasileiro-tem-isencao-imposto-de-importacao-para-todas-suas-compras/

http://www.suplementeimportados.com.br/como-fazer-um-pedido-de-indebitogarantido/

frazera
membro
Mensagens: 16
Registrado em: 30 Jul 2011 21:12
Localização: Piracicaba - SP

Mensagempor frazera » 08 Jun 2014 23:34

[quote:e73fdee816="Riven"]Decisão judicial favorável à isenção da cobrança de impostos para encomendas importadas até U$ 100.00 enviadas para pessoa física:

http://www.suplementeimportados.com.br/brasileiro-tem-isencao-imposto-de-importacao-para-todas-suas-compras/

http://www.suplementeimportados.com.br/como-fazer-um-pedido-de-indebitogarantido/[/quote:e73fdee816]

Complementando o posto do amigo.... segue o link do youtube onde o rapaz explica o processo.

[yt]8HLtsSqjdaM#t=461[/yt]
"Não concordo com uma só palavra que dizeis, mas defenderei até a morte o vosso direito de dizê-las" Voltaire


Voltar para “Compras no exterior e nacionais, referências sobre lojas, sites, fretes, taxas, etc”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes